Tipos de Juros

A definição de juro diz-nos que os juros são o valor adicionado a um capital aplicado durante um determinado período de tempo. Por outras palavras, os juros são o preço do dinheiro.

Sempre que uma pessoa faz o pagamento de qualquer empréstimo bancário tem de suportar o custo dos juros, sendo que o valor a liquidar será a mensalidade acordada mais o valor dos juros respetivos.

No caso de a pessoa ter um produto financeiro, como um depósito a prazo, obrigações, títulos da dívida pública, entre outros vai receber o valor investido acrescido dos juros, lucrando assim com os juros.

Assim é fácil perceber que os juros representam um acréscimo ao valor inicial, sendo que pode ser um custo ou um lucro para a pessoa, dependendo do tipo de produto bancário que se tem.

Os juros são sempre apresentados em percentagem e podem ser diferenciados de acordo com o método de cálculo, método de pagamento, momento de pagamento, período dos juros e entidade pagadora.

O preço do dinheiro

Tipos de Juros de Acordo com o Método de Cálculo

Existem dois tipos de juros de acordo com o método de cálculo, sendo eles:

  • Juros simples
  • Juros compostos

Os juros simples são os mais comuns na atualidade. Neste tipo de juros, o valor acrescentado não é adicionado ao capital inicial, sendo que o seu valor é cobrado/entregue ao cliente de forma separada.

Os juros compostos são acrescentados ao capital inicial, ou seja, o valor vai crescendo e cada vez que há lugar a uma nova cobrança/entrega do valor ele vai crescendo. Esta é uma opção bastante vantajosa para aplicações bancárias, pois a partir do primeiro ciclo de juros o cliente começa a receber juros dos juros.

Por exemplo, um depósito a prazo a 1 ano com o pagamento de juros semestralmente.

No caso dos juros simples, no final do primeiro semestre o valor dos juros é depositado na conta à ordem do cliente e o valor inicialmente investido continua aplicado, sendo que no final do segundo semestre recebe o mesmo valor de juros.

Se os juros forem compostos, no final do primeiro semestre o valor dos juros é acrescentado ao valor inicialmente aplicado e no final do prazo o cliente recebe os juros do segundo semestre, respeitantes ao valor inicialmente investido mais os juros do primeiro semestre.

Tipos de juros de acordo com momento de pagamento

As entidades bancárias podem fazer o pagamento ou cobrança dos juros no início do período ou no final e isso faz com que o tipo de juros difira, de acordo com o momento de pagamento, podendo ser:

  • Juros compensatórios
  • Juros antecipados

Os juros compensatórios são cobrados/pagos no final do prazo acordado.

Já os juros antecipados têm lugar no início do prazo definido.

Atualmente a maioria das instituições bancárias opta pelo método os juros compensatórios, apesar de haver alguns empréstimos bancários em que as primeiras prestações servem para liquidar apenas os juros e as seguintes amortizam o valor pedido, usando assim o método de juros antecipados.

Tipos de juros de acordo com o período dos juros

As taxas de juros a aplicar variam de acordo com o período do empréstimo/aplicação feita, sendo que por norma aos períodos mais curtos correspondem taxas de juros mais reduzidas, os prazos médios têm taxas de juros intermédias e os prazos longos apresentam taxas de juros mais altas.

Esta variação de acordo com o período dos juros justifica-se devido ao facto do risco de incumprimento aumentar de forma proporcional com o aumento dos prazos de pagamento.

Os períodos de juros estão definidos da seguinte forma:

  • Juros de curto prazo – até 1 ano
  • Juros de médio prazo – entre 1 a 5 anos
  • Juros de longo prazo – mais de 5 anos

Tipos de juros de acordo com a entidade pagadora

Tal como já foi referido os juros podem ser cobrados ou pagos pelas entidades bancárias, de acordo com o tipo de produtos bancários ao qual correspondem.

Desta forma, também se pode definir o tipo de juros de acordo com a entidade pagadora, havendo:

  • Juros ativos
  • Juros passivos

Os juros ativos são aqueles que o cliente bancário tem de suportar, ou seja, são os juros que são cobrados em troca de qualquer empréstimo bancário.

Os juros passivos são os que o cliente bancário recebe, sendo o resultado das aplicações financeiras.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.