Produtos Bancários

Produtos bancários são por definição, os produtos que o banco disponibiliza aos seus clientes. Não é fácil encontrar uma definição abrangente para este termos, uma vez que os produtos comercializados pelas entidades bancárias podem ser bastante diversificados.

Todos os produtos bancários em território nacional são devidamente controlados pelo Banco de Portugal, que desenvolve ações que visam um mercado financeiro transparente e eficiente.

Os principais objetivos do Banco de Portugal ao fazer a regulação dos produtos bancários são:

  • Promover a formação contínua dos consumidores, para que estes consigam tomar decisões de financiamento realmente responsáveis e que sejam vantajosas para si mesmos e em consequência para a economia em geral;
  • Promover uma concorrência saudável entre instituições financeiras, assim a oferta de produtos bancários aumenta e é mais diversificada, melhorando as condições gerais que são apresentadas aos clientes bancários;
  • Assegurar a transparência e equidade em todos os contratos elaborados entre uma instituição financeira e um cliente bancário.

Poderemos catalogar os produtos bancários em diversos tipos, nomeadamente:

  • Vários tipos de créditos
  • Depósitos bancários, incluindo os cheques, débitos diretos e transferências interbancárias

Vamos fazer um pequeno resumo das principais características de cada um dos produtos bancários referidos.

notas de 100 euros

Vários Tipos de Créditos

Atualmente, as instituições financeiras disponibilizam vários tipos de créditos, que variam de acordo com a finalidade do financiamento.

Um dos tipos de crédito mais comuns é o crédito à habitação, que tem como objetivo a aquisição de uma habitação ou de um terreno para a sua construção, ou a construção ou obras de reabilitação de uma habitação.

Sempre que um cliente faz um pedido de crédito e aceita fazer uma hipoteca de um imóvel (uma habitação) como garantia do mesmo crédito, isso é considerado como um crédito hipotecário. Por norma, o crédito à habitação é sempre hipotecário, mas podem ocorrer outras situações em que este tipo de crédito faça sentido.

Nos últimos anos, o crédito ao consumo tem aumentado bastante. Esta categoria de crédito inclui o crédito automóvel, moto, para a decoração da casa, para férias, o cartão de crédito entre muitos outros.

O microcrédito é outro tipo de crédito incluído nos produtos bancários que se destina a financiar as pequenas e médias empresas.

Todos os créditos aqui apontados são produtos bancários, pois o banco recebe sempre os juros do crédito contrato, por vezes também recebe o spread e também pode cobrar comissões pela abertura e manutenção do processo de crédito.

Depósitos bancários, incluindo os cheques, débitos diretos e transferências interbancárias

As instituições bancárias promovem vários tipos de depósitos a prazo, que variam de acordo com a idade do titular da conta, rendimento mensal médio e tipo de depósito que o cliente pretende.

Existem alguns casos em que as instituições bancárias não cobram quaisquer tipos de taxas pelos depósitos bancários, desde que o cliente contrate alguns serviços extra, como a domiciliação de ordenado e adesão a pagamentos por débito direto.

Assim, os bancos não lucram diretamente com os depósitos bancário mas sim com os serviços extra que são contratados.

A emissão de cheques e as transferências interbancárias também são operações que, por norma, estão associadas a um custo, pelo que também são produtos bancários.

Existem outros produtos bancários, mas estes são os mais frequentes e também aqueles que têm uma maior influência no dia-a-dia dos clientes bancários.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.